=====================================================

MAQUETESNAVAIS.COM.BR

MODELISMO  NAVAL  ESTATICO

By Roberto Humai

=====================================================

Home MADEIRAS PLANTAS ACESSORIOS ADORNOS KITS BANDEIRAS OFERTAS PRODUTOS TRABALHOS FOTOS TECNICAS

 

 

 

 

 

  

ATUALIZADO EM 01.10.2016

 

 

 

601 - fabricação de anéis/argolas

        

O PRIMEIRO PASSO É ENROLAR O ARAME EM UM SARRAFO CILÍNDRICO, NA BITOLA DESEJADA, OU SEJA, SE QUISER ANÉIS COM 5mm DE DIAMETRO, UTILIZE UM SARRAFO DE 5mm. DEPOIS DE ENROLADO NO SARRAFO, UTILIZANDO UMA SERRA DE DISCO, PEQUENA, CORTE O ARAME ENROLADO NA VARETA. RETIRE OS ANEIS DA VARETA E ESTÃO PRONTOS PARA SEREM UTILIZADOS.

 

 

CASO NÃO TENHA UM DISCO DE SERRA, RETIRE O ARAME ENROLADO DO SARRAFO. VAI FICAR PARECENDO UMA MOLA. CORTE A "MOLA" COM UMA TESOURA PEQUENA. PRONTO OS ANÉIS ESTÃ FEITOS. 

 

 

 

602 - BOCAS DE CANHÃO (TRONERAS)

       

A UTILIZAÇÃO DESSAS BOCAS DE CANHÃO FACILITAM A FIXAÇÃO DAS PONTEIRAS NOS LOCAIS CORRETOS E O TABUAMENTO DO CASCO PODE SER FEITO SEM PROBLEMA DE MARCAÇÃO DOS "FUROS" DOS CANHÕES. VAMOS UTILIZAR, NO EXEMPLO, DUAS MEDIDAS; UMA DE 10mm E OUTRA DE 8mm, PARA PONTEIRAS GRANDES E PEQUENAS. SÃO NECESSARIAS AS BASES (QUALQUER SARRAFO) AS BOCAS, AS PONTEIRAS E OS SUPORTES DAS PONTEIRAS, COMO PODEM SER VISTOS NAS QUATRO FOTOS ACIMA. 

     

NA PRIMEIRA FOTO OBSERVAMOS, DE BAIXO PARA CIMA, A BASE DA PEÇA, AS BOCAS, AS PONTEIRAS E OS SUPORTES DAS PONTEIRAS. OBSERVE QUE OS SUPORTES DAS PONTEIRAS FORAM MARCADOS NO CENTRO, ONDE DEVERÃO SER FURADOS COM UMA BROCA NA MEDIDA DO PINO DE FIXAÇÃO DAS PONTEIRAS. MARCADO O CENTRO, O PROXIMO PASSO SERÁ FIXAR AS BOCAS NA BASE. COLA-SE NA EXTREMIDADE DA BASE, COMO MOSTRADO NA FOTO 3 E 4

       

O PASSO SEGUINTE SERÁ FIXAR AS PONTEIRAS NAS PEÇAS DE FIXAÇÃO, COMO PODEM SER VISTOS NAS FOTOS 1 E 2. APÓS A FIXAÇÃO DAS PONTEIRAS NO BLOCO DE FIXAÇÃO, DEVE-SE AJUSTAR A DISTÂNCIA QUE DEVERÃO SER FIXADOS OS SUPORTES COM AS PONTEIRAS, COMO SE VE NA FOTO 3. VOCE DEVE OBSERVAR O COMPRIMENTO DA PONTEIRA QUE DESEJA QUE FIQUEM EXPOSTOS FORA DO CASCO.

       

CONSTRUIDAS AS PEÇAS, COMO SE OBSERVA NAS FOTOS ACIMA, VAMOS FIXAR A PEÇA NO ESQUELETO DO NAVIO, NOS DEVIDOS LUGARES, CONFORME DETERMINA O PROJETO DO NAVIO. ANTES DE FIXAR A PELA NO CASCO, RETIRE AS PONTEIRAS, QUE SERÃO FIXADAS DEPOIS DE "FECHADO" O CASCO DO NAVIO. OBSERVE A FOTO 4, ACIMA, SEM AS PONTEIRAS.

       

HORA DE FIXAR A PEÇA CONSTRUIDA NO CASCO DO NAVIO (ESQUELETO). OBSERVE QUE AS BOCAS DEVEM SER FIXADAS CONFORME OS DESENHOS APRESENTADOS NO PROJETO/PLANTA DO NAVIO. O PRIMEIRO EXEMPLO SERÁ COM A FIXAÇÃO DA PEÇA COLADA EM UMA DAS CAVERNAS DO NAVIO, CONFORME FOTO 3 ACIMA.

   

PROCURE COLAR A BOCA BEM RENTE, NA EXTREMIDADE DA CAVERNA. ASSIM AS RIPAS DE COBERTURA DO CASCO SE ACOMODARÃO SEM FORMAR "BARRIGAS". OBSERVEM A SEGUNDA FOTO, COMO FOI COLADA A BOCA, BEM RENTE À EXTREMIDADE DA CAVERNA.

   

O SEGUNDO EXEMPLO É A COLOCAÇÃO DA BOCA DE CANHÃO ENTRE DUAS CAVERNAS, SUPONDO QUE OS SUPORTES PARA AS BOCAS NÃO TENHAM SIDO CONTEMPLADAS NO PROJETO. SENDO ASSIM, TEREMOS QUE PROVIDENCIAR O SUPORTE PARA PODER FIXAR AS BOCAS NOS LOCAIS CORRETOS, CONFORME DESENHOS DO PROJETO/PLANTAS. O PRIMEIRO PASSO É COLAR DOIS SARRAFOS QUE SERVIRÃO DE SUSTENTAÇÃO AOS SUPORTES DAS BOCAS. COLADOS OS DOIS SARRAFOS, UM DE CADA LADO DAS CAVERNAS, COLOCA-SE QUALQUER PEDAÇO DE TÁBUA QUE SERVIRÁ DE APOIO ÀS BOCAS DE CANHÃO, CONFORME MOSTRA A FOTO 1.

   

COLADAS, AS BOCAS DEVEM SER LIXADAS PARA DAR A MESMA FORMA DAS CAVERNAS.SEM UM DISCO DE LIXA ACOPLADO À UMA MICRO RETÍFICA O TRABALHO DEMORA UM POUCO MAIS, MAS NÃO É IMPOSSIVEL DE SER FEITO. OBSERVEM A FOTO 3, COMO DEVE FICAR A BOCA DE CANHÃO; LIXADA E APRESENTANDO A MESMA CURVATURA DA CAVERNA. ASSIM, AS TÁBUAS DE COBERTURA DO CASCO VÃO SE ASSENTAR PERFEITAMENTE.

    

PEÇAS FINALIZADAS, PRONTAS PARA RECEBEREM AS TÁBUAS DE COBERTURA E, POSTERIORMENTE, AS PONTEIRAS.

     

OBSERVEM COMO FICARAM AS PEÇAS. COM A MESMA CURVATURA DAS CAVERNAS.

 

 

 

 

603 - DOSADOR DE COLA

UM DOS GRANDES INCONVENIENTES NA UTILIZAÇÃO DAS COLAS CIANO, SÃO OS EXCESSOS QUE SEMPRE SÃO "DESPEJADOS" NOS LOCAIS QUE DEVEM SER COLADOS. ALÉM DOS BICOS DOS TUBOS DE COLA QUE FICAM ENTUPIDOS, ETC. PARA RESOLVER ESSES PROBLEMA, EU UTILIZO UM DOSADOR DE COLA QUE AJUDA NA REALIZAÇÃO DE UM SERVIÇO "LIMPO" NA COLAGEM DE PEÇAS.

            

O QUE É O DOSADOR? É UMA COLHER DE CHÁ, CAFÉ OU OUTRA QUALQUER, FIXADA EM UMA PEDAÇO DE MADEIRA. ESSE É O DEPÓSITO DE COLA, QUE IREMOS UTILIZAR NA COLAGEM. O DOSADOR, PROPRIAMENTE DITO, É UMA AGULHA DE CROCHÊ. 

 

O CANIVETE SERVE PARA LIMPAR A AGULHA QUANDO A COLA SECAR NA PONTA.

 

 

 

604 - CORDAS ENROLADAS - COMO EVITAR.

UM DOS ASPECTOS QUE DESVALORIZAM UM TRABALHO SÃO AS CORDAS ENROLADAS, QUANDO VAMOS TRACIONA-LAS. EXISTE UMA FORMA DE DEIXA-LAS SIMÉTRICAS. VAMOS VER SE CONSIGO DESCREVER A MANEIRA QUE UTILIZO PARA ISSO.

     

NA PRIMEIRA FOTO, ACIMA À ESQUERDA, VEMOS AS CORDAS, ENTRE AS DUAS BIGOTAS CORAÇÃO, TODAS ENROLADAS. ISSO DÁ UM ASPECTO HORRIVEL AO TRABALHO. NA SEGUNDA E TERCEIRA FOTO PODEMOS OBSERVAR AS CORDAS ESTICADAS SIMETRICAMENTE.

     

VOU TENTAR EXPLICAR A MANEIRA COMO CONFECCIONAR UM CORDAME SEM DEIXAR AS CORDAS ENROLADAS. EM PRIMEIRO LUGAR, AS CORDAS COM AS BIGOTAS DEVEM ESTA FIXADAS NOS LOCAIS DEVIDOS. NA PRIMEIRA FOTO, À ESQUERDA ACIMA, A CORDA PRETA É QUE COSTUMA FICAR ENROLADA. SE SIMPLESMENTE PASSARMOS A CORDA PRETA NA OUTRA BIGOTA, FIXADA NA MESA DE BIGOTAS, E ESTICAR, AS CORDAS FICARÃO ENROLADAS. PARA EVITAR ISSO, ANTES DE PASSA A CORDA PRETA NOS LOCAIS APROPRIADOS, EU ESTICO A CORDA, TRACIONANDO O NECESSÁRIO PARA QUE FIQUE BEM ESTICADA. COM A CORDA TRACIONADA, SEGURO A BIGOTA NA POSIÇÃO QUE PAROU (SEGUNDA FOTO). DAÍ, COM A BIGOTA PRESA PELOS DEDOS, COMEÇO A PASSAR A CORDA PRETA NOS FUROS DA BIGOTA DE CIMA E NA INFERIOR QUE ESTÁ NA MESA DE BIGOTAS. PASSADA A CORDA PRETA NOS PRIMEIROS FUROS, SUPERIOR E INFERIOR, PODE SOLTAR A BIGOTA E PASSAR A CORDA NOS DEMAIS FUROS. ASSIM QUE SOLTAR A BIGOTA VAI PERCEBER QUE IRÁ GIRAR EM SENTIDO CONTRÁRIO ÀQUELE QUE GIROU QUANDO ESTICAMOS A CORDA PRETA. DEPOIS DE PASSAR A CORDA PRETA EM TODOS OS FUROS E TRACIONAR A CORDA PARA ESTICA-LA, ELA VOLTARÁ À POSIÇÃO E NÃO FICARÁ ENROLADA. PARECE MEIO COMPLICADO, MAS NA PRÁTICA É SIMPLES.

 

 

 

605 - bigotas - presilhas

EXISTEM VÁRIAS FORMAS DE FIXAR AS BIGOTAS NAS MESAS. EXISTEM OS MATERIAIS PRONTOS – VIDE EM ACESSÓRIOS – BIGOTAS – CODIGOS 05EST15 E 05PRES5. OU PODEMOS FABRICA-LOS.

 

PRIMEIRO MÉTODO - PARA A FABRICAÇÃO DAS PRESILHAS VAMOS PRECISAR DE UM ALICATE DE BICO REDONDO E O ARAME QUE SERÁ A PRESILHA DA BIGOTA. FAÇA UM CIRCULO COM O ARAME, CONFORME A FOTO 1, ACIMA À ESQUERDA.VERIFIQUE SE O CIRCULO SE MOLDA À BIGOTA SEM FICAR MUITO APERTADO OU FOLGADO, CONFORME FOTO 2.   INTRODUZA AS DUAS EXTREMIDADES DO ARAME NO FURO NA MESA DE BIGOTAS (FOTO 3). CORTE A EXTREMIDADE MENOR DO ARAME DE MANEIRA QUE FIQUE RENTE À PARTE INFERIOR DA MESA DE BIGOTAS, CONFORME FOTO 4.

 

 

 SEGUNDO MÉTODO – ENVOLVA A BIGOTA COM O ARAME (0,8mm/latão), CONFORME FOTO 1. TORÇA O ARAME, COM A AJUDA DE UM ALICATE, ATÉ QUE O ARAME TENHA DADO UMAS 3 OU 4 VOLTAS, CONFORME FOTOS 2 E 3. DEIXE O ARAME/PRESILHA BEM RETO, CONFORME FOTO 4.FAÇA UMA ALÇA NA OUTRA EXTREMIDADE DA PRESILHA E PRENDA NO CASCO DO NAVIO COM O AUXILIO DE UM CRAVO/PREGO, CONFORME FOTO 5.   

 

 OUTRAS FORMAS DE PRENDER AS BIGOTAS AO CASCO DO NAVIO.

 

 

 

606 - punhos em bigotas e moitões - ferramenta

 

PARA CONFECCIONAR OS PUNHOS EM BIGOTAS E POLIAS, TEMOS QUE FABRICAR UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR NA TAREFA. ESSA FERRAMENTA É FACIL DE FABRICAR. VAMOS PRECISAR DE UM SARRAFO CILINDRICO DE 6 OU 8mm DE BITOLA E UM ALFINETE. NO SARRAFO, PREGUE O ALFINETE ATÉ FICAR BEM FIRME (FOTOS ACIMA).

   

COM O AUXILIO DE UM ALICATE, CORTE A CABEÇA DO ALFINETE (FOTO 1 ACIMA). MEÇA A ALTURA DO ALFINETE DE ACORDO COM A MEDIDA DA BIGOTA OU POLIA QUE VAI TRABALHAR. CORTE O ALFINETE, SE NECESSÁRIO, DEIXANDO UMA SOBRA, ACIMA DA PEÇA, CONFORME FOTO 3 ACIMA. PRONTO, A FERRAMENTA PARA FAZER OS PUNHOS ESTÁ PRONTA. AGORA VAMOS TRABALHAR.    

 

 

 

607 - punhos em bigotas e moitões

PRIMEIRA MANEIRA DE CONFECCIONAR OS PUNHOS

 

 

SEGUNDA MANEIRA DE PREPARAR OS PUNHOS

 

 

 

 

608 - cabrestante - construção - kit cortado a laser

 

 

 

609 - preparação de mastros

     

  

   

 

 

 

 

 

610 - molduras - acabamento

   

 

 

 

 

611 - ovéns - construção

 

 

    

 

 

 

 

612 - pitões - confecção

 

 

   

 

 

 

613 - pregos - simulação em decks

 

 

 

 

 

 

614 - FABRICAÇÃO DE BLOCOS/POLIAS